Home » Curiosidades, Dicas, Métodos » 10 Mil Horas para Aprender um Novo Idioma?

10 Mil Horas para Aprender um Novo Idioma?

 

Assim como qualquer habilidade, aprendizagem de línguas precisa bastante tempo de dedicação e prática para ficar bom. Pois, como se diz: A prática leva à perfeição. Sendo assim, fica uma pergunta:

 

Qual seria o tempo necessário de estudo e prática para que alguém fique fluente em um novo idioma?

 

10 Mil Horas

 

Já faz alguns anos que se popularizou que o mínimo tempo necessário para atingir o nível de excelência em qualquer habilidade é de: 10 mil horas!

Tudo isso!?

Essa quantidade de tempo é extremamente desmotivadora. Não dá nem vontade de sequer começar. Para se ter uma ideia, para completar as 10 mil horas, estudando uma hora e meia por dia, leva 20 anos. Se você puder se dedicar integralmente, 40 horas semanais, levará 4 anos e meio.

Calma! Não se preocupe. Você verá que há um certo exagero nesta regra, então não desista de aprender uma nova língua.

 

Regra das 10 mil horas

A regra das 10 mil horas foi criada por Malcom Gladwell em seu livro “Fora de Série” (Outliers, na versão em inglês), publicado em 2008. As pessoas dos quais Gladwell chama de “fora de série” são aquelas que são a elite em suas áreas de atividades. Ele faz menção ao bilionário Bill Gates, a banda Beatles, Mozart, atletas profissionais, entre outros.

De alguma forma, ficou erroneamente popularizado que você precisa das 10 mil horas apenas para aprender qualquer coisa, e ficou esquecido que o trabalho de Gladwell faz referência a pessoas que chegaram ao topo de suas respectivas áreas. No esporte, seriam os medalhistas olímpicos; no xadrez, os competidores dos campeonatos mundiais; no violino, seriam os violinistas das grandes orquestras sinfônicas; e por aí vai. Por exemplo, Neymar e Messi, obviamente já devem ter cumprido esta carga horária.

 

Que nível seria este para aprendizagem de línguas?

Creio que seja necessário 10 mil horas de dedicação para que alguém possa aprender uma nova língua e obter um grau de fluência extremamente alto. O nível de pericia seria capaz de entender até os pequenos nuances da língua, e de se expressar de forma extremamente hábil, comparado a um nativo com estudo superior em Literatura.

 

Se não chego neste nível nem em português, por que eu iria querer chegar em outro idioma?

Eu particularmente não conheço ninguém que tenha uma meta tão ambiciosa. Na verdade, a maioria das pessoas querem aprender uma habilidade apenas para ficarem razoavelmente boas. Por exemplo, ser bom de bola o bastante para o futebol do fim-de-semana; entender xadrez o suficiente para brincar com o filho; tocar violão por hobby; etc.

Da mesma forma, só queremos aprender uma nova língua o suficiente para: melhorar a experiência turística em outro país; ter uma conversa agradável com um novo amigo estrangeiro; poder apreciar um livro sem tradução para o português; assistir a um filme e apreciar a voz original dos atores; entender a letra de músicas internacionais; etc. Em outras palavras, ser fluente o bastante para poder usar o idioma de uma forma útil. Logo, não precisamos nos dedicar as 10.000 horas sugeridas por Gladwell.

 

Qual é o mínimo tempo necessário para ficar razoavelmente bom em uma habilidade?

Então, encontro um video de Josh Kaufman que fez a mesma pergunta. Ele tem o desejo de sempre aprender coisas novas. Ao descobrir a regra das 10 mil horas também ficou muito espantado, pois não teria tempo suficiente para colocar esforço em todas as várias coisas que gostaria de aprender. Mas logo viu que precisa de menos tempo para ficar razoavelmente bom e pesquisou quanto tempo seria para conseguir isso. Sua pesquisa concluiu que são necessárias somente 20 horas!

Para mim, 20 horas é tão espantoso quanto as 10.000, só que desta vez por ser muito pouco. São somente 40 minutos diários por um mês. Será que é possível?

Para que seja possível, Kaufman define 4 simples passos para aquisição de habilidades.

 

1º Passo:  Decompor a habilidade

Neste primeiro passo, você deve definir exatamente o que quer ser capaz de fazer quando acabar (por exemplo, ser capaz de manter uma conversa agradável com um nativo por 15 minutos). Então olhe para a habilidade e divida-a em pequenos pedaços. Você deve decidir quais são as partes da habilidade que irão realmente ajudar a conseguir o que quer.

Ele não entra em muitos mais detalhes, mas me parece com o método utilizado por Tim Ferriss para desconstruir uma habilidade. Em meu artigo “Método DSSS de Tim Ferriss“, você poderá ver melhor como uma língua poderá ser decomposta.

 

2º Passo:  Aprender o suficiente para se auto-corrigir

Você deve pegar no máximo cinco recursos sobre o que quer aprender e aprenda o suficiente para começar a praticar e se auto-corrigir enquanto pratica. Então o aprendizado será uma forma de melhorar e notar quando você está cometendo um erro e então poder corrigir.

 

3º Passo:  Remover todas as barreiras, ou distrações

Remover todas as distrações, como televisão, internet, computador, celular, etc. Todas as que são barreiras entre você sentar e começar a trabalhar.

 

4º Passo:  Praticar por 20 horas

Este último passo é auto-explicativo.

 

Segue o vídeo do Tedx Talk em que Josh Kaufman apresenta as suas descobertas; é muito divertido e recomendo ver até o final.

 

 

Concluindo

Então, qual seria a quantidade de horas certa, as 10.000 de Gladwell ou as 20 de Kaufman? Sou muito mais simpático às ideias de Kaufmann, apesar de achar ambas muito exageradas. Em se tratando de aprendizagem de línguas, não creio que seja uma habilidade possível de se aprender em 20 horas, a não ser só o suficiente pra você chegar em um país como turista e se virar de forma básica. Pois a língua é a soma de um conjunto muito grande de habilidades (compreensão, pronúncia, leitura, escrita, gramática, etc.). Porém, certamente não é preciso chegar nem perto das 10.000 horas.

A verdade é que não existe um tempo certo, pois depende de muitos fatores que variam de pessoa para pessoa, como idioma escolhido, experiência prévia em outros idiomas semelhantes, método utilizado, etc. Mas uma coisa não tenho dúvida: quanto mais se pratica, melhor fica.

Isso foi útil para você? Eu adoraria saber sua opinião sobre este artigo. Deixe um comentário abaixo sobre o que você mais gostou, ou sobre alguma informação extra que deseja compartilhar.

 

9 Responses to 10 Mil Horas para Aprender um Novo Idioma?

  1. Custódio Gastao da Silva Junior

    Muito obrigado pelo artigo. Achei inspirador. Penso que o ponto chave está na “desconstrução da habilidade”. me ajude a construir um exemplo. Gostaria de manter uma conversa de tema geral em italiano por pelo menos 15 minutos.
    1) Desconstruindo a habilidade.
    – Preciso conhecer os conectores básicos da língua.
    – Preciso de um conjunto de palavras mais utilizadas em conversas de tema geral (~300 é um bom número?)
    – Preciso de algo mais?

    • Olá Custódio, tudo bom?

      Nunca estudei italiano, mas para desconstruir segue o que eu faria:

      – Primeiro, eu começaria procurando frases básicas que sempre acontecem em todo início de conversas, como saudações, apresentações e informações pessoais. Você pode começar por estes sites: link1 e link2.
      – Traduziria as frases de desconstrução de estrutura de Tim Ferriss, leia a parte sobre Desconstrução no meu artigo “Método DSSS de Tim Ferriss“.
      – Aprenderia as 1.000 palavras mais comuns do italiano. Clique aqui.
      – Aprenderia os verbos auxiliares, assim você consegue falar em vários tempos verbais sem ter que decorar várias conjugações do verbo principal.
      – Me preocuparia sempre em ouvir pronuncia de um falantes nativo.

      Espero ter ajudado.

      Abraço e bons estudos!

  2. Angela Maria Ciribeli Alarcon

    Olá ,Marcos Garcia .
    Gostei muito do seu email .
    Estou morando na França e tive que começar o curso de francês pela internet .Aprendi muitas coisas estudando quinze minutos por dia .Claro que ainda tenho muito que aprender .
    um grande abraço .

  3. Boa noite Marcos! Tudo bem?

    Por um acaso caí de paraquedas no seu site e assisti ao vídeo do Josh Kaufman e achei super interessante! Já tinha ouvido falar do método das 10 mil horas mas sempre pensei que não precisaria de tudo isso pra ser realmente bom em alguma coisa.

    Bom eu coloquei como meta todo ano aprender 1 idioma diferente, meu inglês está muito avançado e vou fazer o exame Toelf para testá-lo. Tenho como meta no próximo ano aprender Alemão e gostaria de compartilhar meus aprendizados aqui no seu site também para expandir conhecimentos. Parabéns pela iniciativa!

    • Olá Leandro,

      Bom saber que o vídeo foi interessante para você. Tendo a devida dedicação, aprender alemão em um ano é uma meta totalmente possível. Ainda mais que você já teve a experiência de aprender um novo idioma (inglês).
      Seria ótimo se você compartilhasse o seu progresso aqui. Qualquer coisa é só falar.

      Boa sorte e bons estudos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*