Home » Curiosidades, Dicas, Motivação » Bons hábitos geram sucesso nos idiomas

Bons hábitos geram sucesso nos idiomas

 

hábitos

 

Você já percebeu que muitas pessoas que começam a aprender línguas desistem muito antes de conseguir atingir seus objetivos? Será que elas não têm a força de vontade necessária para seguirem estudando?

Não, não é força de vontade que lhes faltam. É algo muito mais poderoso, porém muito desprezado pela maioria. Pelo título, você já deve saber do que estou falando: o hábito.

Continue lendo para saber como os hábitos são importantes para as conquistas de nossas vidas, e porque devemos dominá-los se quisermos ter sucesso na aquisição de um idioma.

 

O que é um hábito?

O hábito é um comportamento que se repete regularmente e tende a ocorrer de forma automática. É algo que costumamos fazer todos os dias sem precisar tomar uma decisão consciente de fazê-lo.

É só prestar atenção nos hábitos do nosso dia a dia para perceber que eles estão por toda parte. Por exemplo: é comum termos os hábitos de dormir no mesmo horário, tomar banho diariamente, escovar os dentes depois das refeições, fazer sempre o mesmo caminho para o trabalho ou faculdade, verificar os e-mails, visitar as redes sociais, etc.

Se fôssemos enumerar todos, a lista demoraria para chegar ao fim. Imagine se necessitássemos planejar conscientemente as nossas inúmeras atividades todos os dias. Ficaríamos loucos, pois exigiria muita energia de nossos cérebros tomar tantas decisões diariamente. Então, os hábitos existem para nos poupar desse esforço mental, e nos fazem seguir decisões pré-programadas.

 

Somos produtos de nossos hábitos

A diferença entre quem você é e quem você quer ser é o que você faz

— Charles Duhigg

Em um estudo da Duke University, descobriu-se que aproximadamente 45% de todo o nosso comportamento é realizado por hábito. Em outras palavras, a cada 2 minutos de nossas vidas, passamos 1 fazendo algo de forma inconsciente.

Já aconteceu com você…

  • não lembrar se trancou ou não a porta de casa e, quando vai verificar, vê que já tinha trancado?
  • ou, escovar os dentes duas vezes sem nem precisar, mas pelo simples fato de ter entrado no banheiro mais de uma vez?

Se SIM, então fique sabendo que foi o hábito que praticou essas ações automaticamente, sem ao menos lhe perguntar se deveria.

 

Para exemplificar, quero compartilhar um hábito que faz parte da minha vida:

Como eu estou acostumado a dirigir e fazer todos os dias o mesmo caminho entre a minha casa e o trabalho, o trajeto já virou um hábito. Até aí tudo bem, o problema é que às vezes isso me atrapalha nos fins-de-semanas, quando eu e minha família queremos fazer algo diferente, como almoçar fora. Ao sairmos no carro, sem perceber, faço um caminho completamente errado e nada a ver com o destino desejado. O que acontece é que começo a fazer a rota do trabalho por puro hábito. É como se eu colocasse a direção em piloto automático.

 

A vida que vivemos e tudo que conquistamos ou deixamos de conquistar estão fortemente ligados aos hábitos que temos. Pois são as pequenas coisas que fazemos continuamente que têm maior impacto nas nossas vidas.

  • Se você tem um corpo atlético e saudável, provavelmente você tem bons hábitos alimentares e exercita-se frequentemente.
  • Os seus dentes limpos e livre de cáries são graças ao hábito de escová-los todos os dias.
  • O seu relacionamento com a família vai bem, então você deve ter o hábito de estar sempre presente para dar atenção e carinho.
  • Você ter notas boas na faculdade deve-se ao hábito de estudar com frequência.
  • Se você tem tido muito progresso na carreira, você deve ter bons hábitos no trabalho, como pontualidade, dedicação, estar sempre aprendendo e se aperfeiçoando, etc.
  • Se você domina um idioma estrangeiro, você precisou estudar continuamente e praticar frequentemente a língua.

 

Bons hábitos para estudar idiomas

É comum encontrar pessoas que querem aprender idiomas estudando uma ou duas vezes na semana, mas ficam frustradas quando não conseguem obter resultados rápidos. Em meu artigo “Por que estudar diariamente?”, eu explico que mais vale estudar um pouquinho todos os dias, no lugar de por várias horas e poucas vezes na semana.

A melhor maneira de se manter disciplinado para estudar diariamente é fazer com que os estudos se transformem em pequenos hábitos. Estes somados no passar dos dias, meses e anos criam grandes resultados.

Por exemplo, imagine o hábito de aprender 5 palavras novas diariamente. É algo que não toma nem 15 min do dia, mas no acumulado do ano são 1780 palavras aprendidas. Se estas forem bem escolhidas, elas podem corresponder a quase 80% do vocabulário mais frequente em conversas e textos de um idioma.

 

Seguem alguns exemplos de hábitos que eu considero muito bons para aprender línguas:

  • Aprender 5 palavras por dia
  • Fazer uma sessão do Duolingo
  • Ler um capítulo de um livro no idioma desejado
  • Ter uma conversa de 30 min com um nativo
  • Estudar um capítulo do Assimil
  • Uma aula do Pimsleur
  • Escrever uma pequena redação
  • Fazer exercícios de gramática por 15 min

 

Os 3 Elementos que formam um Hábito

Charles Duhigg, em seu livro “O Poder do Hábito”, estudou como os hábitos funcionam e como podem ser criados. Eles são basicamente formados por 3 elementos: gatilho, rotina e recompensa.

 

Gatilho

O gatilho é algum sinal que faz você iniciar uma atividade. Quase todos os gatilhos se encaixam em alguma das seguintes categorias:

  • Local
  • Horário
  • Estado emocional
  • Outra pessoa
  • Uma ação anterior

Por exemplo, para o hábito de escovar os dentes, o gatilho costuma ser: acordar, terminar uma refeição, a hora de ir dormir, etc.

 

Rotina

A rotina é a atividade, ou sequência de atividades, que você tem o hábito de fazer logo após o gatilho. Voltando ao exemplo da escovação, é todo o ritual necessário para fazer a higiene bucal:

  1. colocar a pasta na escova;
  2. escovar todos os cantos da boca;
  3. enxaguar;
  4. guardar os materiais de limpeza.

Outro exemplo de rotina: checar os e-mails e redes sociais logo após sentar na frente do computador.

 

Recompensa

Último, porém não menos importante. A recompensa é algo gratificante que você obtém logo após completar a rotina. Por exemplo, depois de escovar os dentes, você sente uma boa sensação de limpeza e refrescância na boca; nas redes sociais, o prazer de encontrar algo engraçado ou ter contato com os amigos.

A recompensa é o elemento que motiva o hábito, que reforça a conexão entre o gatilho e a rotina. Uma vez que o cérebro começa a desejar a recompensa após receber o gatilho, o hábito se torna automático.

 

Segue um vídeo de Charles Duhigg (em inglês) que faz uma apresentação sobre hábitos e como eles podem influenciar as nossas vidas. Ele dá até um exemplo de como comer chocolate pode ajudar a criar o hábito de praticar corrida diariamente.

 

Concluindo

Vimos que o hábito é uma ferramenta poderosa e que está agindo a todo momento em nossas vidas. Se tivermos os hábitos certos, podemos turbinar os estudos daquele idioma que tanto queremos aprender.

Imagine você criando tantos hábitos de estudos a ponto que sua evolução seja um processo automático. A sua fluência vai deixar de ser uma possibilidade e passará a ser uma certeza.

Este assunto não para por aqui. Em meu próximo artigo, dou o passo a passo necessário para ajudar a construir todos os hábitos que você quiser adicionar à sua vida.

Leia: Passo a passo para Criar um Hábito de Estudo

 

Você gostou deste artigo? Compartilhe com seus amigos usando os botões das redes sociais disponíveis e deixe um comentário. Fale-me sobre o que mais gostou, se surgiu alguma dúvida ou deixe uma dica que possa ajudar ainda mais.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*