Home » Alemão, Espanhol, Francês, Inglês, Métodos » Método Assimil – Feito para quem gosta de idiomas.

Método Assimil – Feito para quem gosta de idiomas.

Método Assimil

Imagine um curso de idiomas que não é necessário memorizar regras gramaticais, nem tem lista de verbos para aprender. Ao invés disso, está cheio de materiais culturais, inserido de modo a garantir um entreterimento, sem esquecer de garantir boas doses de humor. Eu tive a felicidade de descobrir este curso e neste artigo irei falar sobre ele, o Método Assimil.

Apesar de não ser um método muito conhecido no Brasil, o Assimil é muito popular na Europa e um dos métodos mais respeitados para autoaprendizagem de idiomas.

Com aproximadamente meia-hora diária de estudo é possível aprender um idioma em poucos meses da mesma forma que aprendemos nossa língua materna.

 

Descobrindo o Assimil

Eu já estudei alemão em cursinho de idiomas e me senti muito frustrado por ter pagado tão caro por um método tão lento que não me deixou nada perto do que eu considero fluência. Foram 2 anos da minha vida que resultaram em um diploma de nível básico. Prometi a mim mesmo que nunca mais faria cursinho de idiomas.

Desde que decidi que estudaria idiomas por conta própria, sempre andei procurando as melhores maneiras de estudar e os melhores materiais disponíveis. Pesquisei centenas de sites, fóruns e blogs sobre línguas. Depois de algum tempo, descobri os mais variados métodos e estava cheio de materiais nos quais não sabia quais valiam a pena e nem por onde começar. Nessas minhas pesquisas, de vez em quando deparava com alguma citação sobre o Assimil, mas não sei porque não dava importância.

Gosto muito de usar o método Pimsleur, tanto que estava usando-o para aprender francês. No entanto, apesar do método ser ótimo para quem deseja aprender um idioma rapidamente, ele infelizmente está limitado a certo nível de fluência: entre o básico e o intermediário.

Pesquisando qual material eu usaria após o Pimsleur, comecei a notar que muitos poliglotas recomendavam fortemente o uso do método Assimil. Seguem alguns:

  • Luca Lampariello, poliglota que já aprendeu falar fluentemente aproximadamente 12 línguas. Ele considera os livros do Assimil brilhantes e diz que após ter descoberto o Assimil, ele usa sempre, pois se adapta às sua próprias técnicas para aprender idiomas.
  • Alexander Arguelles, “hiper-poliglota” que fala mais de 36 línguas, é um dos maiores entusiastas do Assimil que eu já vi. Neste vídeo ele mostra a suas imensa coleção das séries do método.
  • Gabriel Wyner, é um cantor de ópera no qual a carrera o levou a ter que aprender novas línguas rapidamente, ele desenvolveu vários métodos de aprendizagem e é mais um que recomenda os livros do Assimil.
  • Benny Lewis, um poliglota que eu sou super fã, ele viaja por vários países com a missão de ficar fluente no idioma local em 3 meses. Ele usou o Assimil para aprender Árabe em mais uma de suas aventuras.
  • Entre muitos outros.

Então resolvi que iria experimentar. Eu comprei o “Assimil: The New French With Ease”, que é a versão em inglês, porque estava em promoção na época.

 

O que é Método Assimil?

Assimil é uma empresa francesa fundada em 1929 por Alphonse Chérel. Nascido em Rennes em 1882, Chérel foi aventureiro em sua juventude e viajou por toda a Europa. Ele aprendeu inglês, alemão, russo e português em suas viagens. Foi sua sua própria experiência de autoaprendizagem que serviu de base para para a criação de seu método.

Alphonse Chérel

Alphonse Chérel

A palavra “Assimil” vem de assimilação, que é a forma com que nós aprendemos a nossa língua materna durante a infância. Nessa fase, gradualmente fomos assimilando o significado dos sons, palavras e associações de palavras que os nossos familiares emitiam. Logo, com menos de um ano de idade, começamos a fazer sons, palavras, frases para podermos nos comunicar. E é aproveitando essa incrível capacidade de assimilação do nosso cérebro que o método Assimil nos introduz a um novo idioma.

O método foca no aprendizado de sentenças inteiras para uma aprendizagem orgânica da gramática. As lições são feitas a partir de contextos divertidos do cotidiano, facilitando a aprendizagem do vocabulário. Cada lição é curta de forma que possa ser feita uma vez ao dia.

Foram publicadas várias séries para diferentes níveis de fluência, mas a série mais publicada e conhecida é a série “Sem Custo” (With Ease / Sans Peine), inclusive é a única série feita para falantes de português.

Existem cursos para 13 idiomas bases, a grande maioria é para o francês – naturalmente já que a empresa é francesa. Para falantes de português, o curso Assimil está disponível para somente 5 idiomas (inglês, espanhol, francês, alemão e italiano), enquanto para inglês são 10. Para o francês são incríveis 89, que vão dos idiomas mais comuns aos mais exóticos.

 

Série “Sem Custo”

A minha experiência com o método Assimil é somente com a série “Sem Custo”, então tudo que eu vou falar neste artigo deve ser considerado somente para essa série. Os livros desta série costumam vir com o título “Assimil: [Idioma Alvo] Sem Custo”, recentemente esta série tem sido revisada e pode ser encontrada com o título “Assimil: O Novo [Idioma Alvo] Sem Custo”, ou simplesmente “Assimil: O [Idioma Alvo]”. Segundo os criadores da série, como o uso destes livros, é possível chegar ao nível B2 de fluência, estabelecido pela Quadro Europeu Comum de Referência para Línguas (CECR)

Os livros costumam vir com aproximadamente 100 lições, contendo um diálogo na língua alvo e sua transcrição na sua língua nativa, seguido de alguns exercícios de fixação. A cada 7 lições é feita uma revisão do que foi aprendido nas 6 aulas anteriores, estas revisões são de grande ajuda para esclarecer o conhecimento gramatical adquirido durante a semana.

O processo de assimilação é dividido em duas fases: Fase Passiva e Fase Ativa.

 

Fase Passiva

Nesta fase, que correspondem às 49 primeiras lições, não se deve preocupar em formar nossas próprias frases e sim apenas “se mergulhar” na língua estudada, ouvir, ler e entender através da tradução. É importante que se repeta as frases em voz alta para treinar a pronúncia, com a ajuda da transcrição pronúncia figurada e dos áudios que acompanham as lições. Esta imersão deve ser diária e é necessário de 20 a 30 minutos de atenção por dia.

 

Fase Ativa

A fase ativa começa a partir da lição de número 50, onde já se tem uma grande base na língua e se poderá aumentar o nível de aprendizagem. Esta fase é feita em paralelo com a continuação da fase passiva. Após uma lição passiva, retorna-se à lição 1 (no dia seguinte a lição 2 e assim por diante), tapa-se o lado do livro onde se encontra o texto na língua alvo e se deve tentar reproduzi-lo apenas com o auxílio da tradução. Isso deve ser feito até o fim do curso. Finalizando, se terá uma compreensão de gramática e um grande vocabulário de 2.000 palavras em média (no francês eu contei 2096 palavras no glossário).

 

Estrutura das Lições

A observação da estrutura das lições. Permite uma melhor visão dos elementos da lição do Assimil. O exemplo, abaixo é um extrato da primieira lição do livro “Assimil: O Novo Francês Sem Custo”.

 

Os diálogos reproduzidos permitem você descobrir o vocabulário mais utilizado.

Assimil Estrutura 01

 

Auxílio da pronúncia figurada (evitando caracteres fonéticos)

Assimil Estrutura 02

 

Tradução em português

Assimil Estrutura 03

 

As notas explicam a gramática, o vocabulário e a cultura. As mais importantes se repetem nas lições de revisão.

Assimil Estrutura 04

 

Aprende a contar com o simples gesto de folhear as páginas.

Assimil Estrutura 05

 

Para deixar os estudos mais descontraídos, é acrescentado uma imagem bem humorada que ilustra uma frase da lição.

Assimil Estrutura 06

 

Os exercícios de compreensão permitem assimilar os conceitos e praticar o vocabulário com outras frases.

Assimil Estrutura 07

 

Correção dos exercícios.

Assimil Estrutura 08

Os Áudios

Os áudios do Assimil podem ser comprados tanto em um kit junto com o livro, ou separadamente. De qualquer forma, vale muito a pena que sejam adquiridos. Os áudios são totalmente na língua alvo, são de excelente qualidade, gravados em estúdio com vozes de atores nativos.

Existe um áudio para cada lição (exceto as lições de revisão), cada uma com duração de mais ou menos 3 minutos. Como a duração é bem curta, os áudio podem ser repetidos várias vezes no processo de aprendizagem.

Na primeiras lições, as falas dos atores são muito lentas, de forma a facilitar o acompanhamento e adaptação do estudante iniciante. A cada lição a velocidade aumenta um pouco, até que se atinja uma velocidade próxima da vida real no final do curso.

 

Forma de Estudo

Logo que abri o meu livro novo fiquei cheio de dúvidas de como deveria usá-lo, pois as instruções são vagas demais. Em um artigo do “Language Geek, encontrei instruções mais detalhadas. Apesar das instruções serem retiradas de um curso de holandês – “Assimil: The Dutch with Ease” – são de aplicação geral.

Seguem as instruções para cada lição:

Fase Passiva

  1. Ouça o áudio com o livro fechado. Não importa se você não entender o que está sendo dito. Você terá uma impressão geral dos sons, ouvindo a pronúncia sem ser influenciado pela escrita.
  2. Ouça o áudio uma segunda vez enquanto olha para a tradução em português.
  3. Leia o texto na língua alvo em voz alta (com o auxílio da transcrição fonética se necessário). Tenha certeza que você compreendeu o significado de cada sentença, comparando com a tradução.
  4. Agora, leia o texto na língua alvo novamente, mas desta vez sem olhar para a tradução.
  5. Ouça áudio duas vezes: um vez enquanto olha para a tradução em português; e outra enquanto olha para o texto na língua alvo.
  6. Ouça o áudio novamente com o livro fechado. Neste ponto, você deve ser capaz de compreender o que está sendo dito.
  7. Ouça o áudio mais uma vez. Pause o áudio após cada sentença e tente repeti-lo em voz alta.
  8. Leia os comentários cuidadosamente várias vezes. Examine as sentenças na língua alvo que estão sendo explicadas. Este comentários são muito importantes.
  9. Leia os exercícios. Repita cada sentença várias vezes. Os exercícios revisam a matéria da respectiva lição e de lições que a antecedem. Se você esquecer certa palavra, consulte a tradução em português.
  10. Examine as estruturas das sentenças. Elas mostram como as palavras e frases são combinadas na língua alvo, nem sempre são iguais ao seu idioma materno.

Fase Ativa*

  1. Leia a lição, repetindo cada sentença. Escute as gravações cuidadosamente.
  2. Cubra o texto na língua alvo e tente reconstruí-lo olhando somente o texto em português. Faça isso em voz alta e por escrito. Esta é a parte mais importante da segunda onda!
  3. Depois de você ter terminado, descubra o texto na língua alvo e corrija qualquer erro que tenha feito.

 

Procurei seguir essas instruções a risca, apesar de levar alguns passos mais a sério que outros. Claro que não tem problema algum usar o livro de várias outras formas, cada um pode desenvolver a sua própria versão do método, o objetivo é sempre encontrar sua melhor forma de aprendizagem. É importante não ter medo de errar, muitas vezes aprendemos mais com nossos erros do que com os acertos.

* Obrigado Thiago Oliveira por ajudar a deixar a instrução mais completa.

 

Vantagens e Desvantagens

Vantagens

  • O método é eficiente em usar a capacidade do cérebro de assimilar os conceitos gramaticais de modo intuitivo.
  • As explicações gramaticais aparecem em pequenos comentários após os texto, o que faz dessa parte por muitos considerada chata do idioma não ser cansativa.
  • Os textos são cuidadosamente elaborados para introduzir gradualmente mais e mais gramática e vocabulário.
  • Os diálogos se passam em contextos do dia-a-dia, o que ajuda no processo de memorização de palavras, frases e expressões idiomáticas.
  • Os desenhos são muito bem humorados e em muitas das lições os textos são hilários. Até decorei algumas piadas para contar para os meus filhos. Essa dose de humor ajuda a deixar os estudos mais descontraídos.
  • É muito útil e prático ter a tradução sentença-a-sentença colocada tão próxima da língua alvo.
  • Os áudios são de alta qualidade e gravadas por atores profissionais nativos do idioma alvo. A tentativa de imitação favorece em muito uma pronúncia genuína.

 

Desvantagens

  • Para falantes de português existem cursos para somente 5 idiomas (inglês, espanhol, francês, alemão e italiano).
  • O português é de Portugal.
  • Os livros não são nada fáceis de serem encontrados em livrarias. Eu só encontrei na Internet e com dificuldade.
  • O preço pode ser considerado caro para alguns, ainda mais com tantos recurso disponíveis gratuitamente na Internet. Mas tendo em mente a fortuna que costuma ser gasta em cursinhos de idiomas, o preço é muito razoável, pois o conteúdo entregue é equivalente a alguns anos de cursinho.
  • O curso promete que nos leva até o nível B2 da tabela de fluência CEFR, mas está mais para B1.

 

Conclusão

Eu me inscrevi para fazer o exame de certificação de fluência em francês, o DELF B2. Assim eu poderia me motivar e também avaliar a qualidade do curso. Fiquei tão motivado que eu terminei o livro em 2 meses e meio, o que é um grande feito, pois normalmente se leva pelo menos 4 meses para terminar. Infelizmente, não consegui passar no exame no nível B2, mas o avaliador me disse que o meu nível está mais próximo do nível B1, o que já considero um grande progresso. Dou mais detalhes dessa minha aventura nos artigo “Fazer Exame Aumentou a Minha Motivação para Estudar Francês” e “Fazer Exame Aumentou a Minha Motivação para Estudar Francês (RESULTADO)”.

Terminado o curso, o livro sugere que se deve fazer revisões das lições diariamente para que não se perca o que foi aprendido, mas não diz como essa revisões devem ser feitas. Então eu resolvi montar um Deck no Anki para que eu possa revisar de forma eficiente e nunca mais esquecer.

Enquanto o Pimsleur fez um ótimo trabalho, ao me dar confiança e bastante prática oral, ele não atende a área de leitura e compreensão auditiva. Assim, o Assimil veio como um ótimo complemento. Eu agora consigo ler textos em francês com certa facilidade, desde que não sejam textos como vocabulários muito específicos.

O livro diz que é feito para iniciantes que estão começando do zero, mas tenho as minhas dúvidas, pois é introduzido muito vocabulário logo na primeira lição. No meu caso, já comecei com uma grande dianteira, pois tinha feito o Pimsleur.

Enfim, virei um grande fã do método e pretendo usar em todos os meus futuros idiomas. Como o grande segredo para aprender um idioma é estudar um pouco a cada dia, o Assimil ajuda a não nos perdermos no caminho e nos deixa ocupados o suficiente por alguns meses.

 

Um Amostra da Primeira Semana do Curso

Esta é uma amostra da versão em português do curso de francês, “Assimil: O Novo Francês Sem Custo”, que eu encontrei no Scribd. Os áudio abaixo são os que vieram na versão em inglês, por isso tem algumas frases que são diferentes, mas resolvi colocar aqui só para você ter uma idéia da ótima qualidade.

Lição 01

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Lição 02

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Lição 03

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Lição 04

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Lição 05

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Lição 06

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

 

Onde Comprar?

 

Livraria Cultura

Única loja nacional em que os livros estão constantemente disponíveis em estoque.

Assimil - Inglês Assimil - Espanhol Assimil - Francês Assimil - Alemão Assimil - Italiano
Assimil – Inglês Assimil – Espanhol Assimil – Francês Assimil – Alemão Assimil – Italiano

 

Saraiva

As vezes é mais barato que na Livraria Cultura, mas nem sempre está em estoque.

Assimil - Inglês Assimil - Espanhol Assimil - Francês Assimil - Alemão Assimil - Italiano
Assimil – Inglês Assimil – Espanhol Assimil – Francês Assimil – Alemão Assimil – Italiano

 

Amazon

Loja em inglês, leva aproximadamente um mês para chegar, mas de vez em quando o preço compensa.

        
 

152 Responses to Método Assimil – Feito para quem gosta de idiomas.

  1. Os livros da Editora Assimil são ótimos para aprender um novo idioma. Sei um pouco de inglês, mas com o intuito de melhorar minhas habilidades resolvi utilizar o método Assimil. Posso dizer que em pouco tempo tive uma melhora significativa. Porém utilizo a técnica de Shadowing e Scriptorium do professor Alexander Arguelles e o “Full circle” do Luca Lampariello. Gosto muito de utilizar Shadowing pois me permite aprender pronúncia e o ritmo do idioma.

    Basicamente estudo em etapas:

    ETAPA 1:
    – Escuto o áudio sem o texto;
    – Faço Shadowing do áudio enquanto leio a tradução;
    – Faço Shadowing do áudio enquanto leio o texto na língua alvo;
    – Leio as notas e comparo os textos;
    – Leio o texto na língua alvo;
    – Faço Shadowing sem o texto;
    – Repito as frases do primeiro exercício;
    – Utilizo o método Scriptorium no exercício 2.

    ETAPA 2:
    – Reviso as duas lições anteriores repetindo os passos da etapa 1, exceto os exercícios.

    ETAPA 3:
    – Traduzo o diálogo da língua alvo para o português.

    ETAPA 4:
    – Traduzo após alguns dias a tradução do português para a língua alvo.

    Como foi dito, as lições da Assimil podem ser um pouco complicado se não tiver base no idioma, por isso aconselho a iniciar uma nova lição a cada 2 ou 4 dias. Desse modo você vai reter o conteúdo. Geralmente gasto 1 hora nesse processo, mas vale a pena.

    • Olá,
      Muito obrigado por seu comentário. Enriqueceu muito o assunto e ainda me deu algumas idéias para novos artigos.
      Interessantíssimo como você faz para usar o material da Assimil. Cada um deveria fazer como você mesmo, buscar a forma que seja particularmente mais eficiente para aprender. Muita sorte em suas aventuras com os idiomas e volte para trazer mais idéias.
      Abraço

      • Olá, acabei alterando a minha maneira de usar o método Assimil. Enquanto estava de férias estava tranquilo, mas com o retorno da faculdade, optei pelo seguinte:

        – Escuto a lição várias vezes com o livro fechado.
        – Escuto o áudio e acompanho o texto no livro várias vezes.
        – Repito cada frase em voz alta.
        – Leio a tradução e comparo com o diálogo na língua alvo. Nesse processo analiso a estrutura das sentenças.
        – Leio as notas para compreender as particularidades da língua.
        – Faço os exercícios.

        Acabei alterando por causa do tempo. Somente na segunda onda eu traduzo as lições. Acho que agora, após testar várias maneiras de usar o material da Assimil, eu encontrei a forma mais eficiente no meu caso.

        Ah, quase ia esquecendo, também estou inserindo as frases e os áudios dos diálogos no ANKI, um programa de SRS. Desse modo posso revisar o material e gravar frases que dá para utilizar no dia a dia.

        • Oi Thiago,
          Eu também resolvi usar o Anki para não esquecer. Uma coisa que o Assimil não deixa muito claro, é como e com que frequência devemos revisar o material. Então, eu estou revisando o meu Assimil Francês todo colocando tudo no Anki. Eu coloco uma frase para cada cartão, na frente a frase em inglês (o meu livro é inglês/francês) e atrás a frase em francês. Eu incluí a função de digitar a resposta e analisar a digitação. Eu também incluo a gravação da frase em francês, eu extraio os pequenos trechos da gravação com a ajuda do programa Audacity.
          No próximo idioma que eu usar o Assimil, também pretendo modificar a minha maneira de usar o método. O que mudará é que no final de cada lição vou incluir tudo no Anki. Como farei as revisões todas com o Anki, não precisarei mais fazer a segunda onda.
          Good luck and nice studies!

          • bom dia… gostaria de saber o q é anki.
            eu estou estudando frances e italiano. O italiano ja tenho uma base então é mais facil, mas francês comecei faz duas semana, vou aplicar essa tecnica, pois com a volta da faculdade eu não posso deixar o alvo maior q é a faculdade. alem do assimil faço duolingo tbm.
            E queria uma ajuda, o assimil é melhor que o pimsleur? qual é o melhor.

          • O Anki é um programa de SRS, em resumo, serve agendar quando uma informação (uma palavra em inglês, por exemplo) deve ser revisada. Serve para otimizar o tempo de estudo.

            Entre Pimsleur e Assimil, nenhum é melhor na minha opinião. O Pimsleur é totalmente focado para ensinar conversação de forma muito rápida, mas só consegue te levar até o nível intermediário. O Assimil é um bom complemento para depois que terminar o Pimsleur, pois ele é mais avançado e dá muito foco para leitura.

            Abraço e bons estudos!

          • “Eu incluí a função de digitar a resposta e analisar a digitação.”

            Como coloco essa função no Anki? Gostaria de ativar mas não encontrei.

            Obrigada.

          • Olá Vânia,

            Realmente não é tão simples de colocar e nem fica muito bonito. Tem um vídeo que explica (está em inglês, se não souber ainda dá para entender o passo-a-passo), clique aqui para ver o video.

            Boa sorte e bons estudos!

    • Desculpe-me, achei seu comentário bastante interessante. Mas, o que seria esses métodos, Shadowing e Scriptorium? Terei como explicar? Agradeço.

      • Olá, tudo bem?

        Ambas as técnicas, Shadowing e Scriptorium, foram criadas pelo professor Alexander Arguelles. Shadowing serve para treinar o listening, pronúncia e entonação. Basicamente existem três modelos de Shadowing.

        PRIMEIRO: Enquanto você lê e escuta um áudio, deve repeti-lo em voz alta. Tudo isso ao mesmo tempo. Desse modo é possível desenvolver além da pronúncia uma boa entonação.
        SEGUNDO: Blind Shadowing. Você deve escutar e repetir ao mesmo tempo em voz alta. Porém, nessa etapa sem o texto.
        TERCEIRO: É uma variação do Blind Shadowing. A diferença é que deve ser feito enquanto você está movimento.

        O Scriptorium é uma técnica para melhorar a escrita. Basicamente você fala em voz alta enquanto escreve. Ao invés de falar palavra por palavra, você fala enquanto escreve cada sílaba. No Método Assimil tem os exercícios de preencher lacunas, que podem ser adaptados a técnica Scriptorium.

        Seguem mais informações no Learn Any Language:

        http://learnanylanguage.wikia.com/wiki/Shadowing
        http://learnanylanguage.wikia.com/wiki/Scriptorium

        • Muito obrigado meu amigo, obrigado mesmo. Agora, eu esqueci de fazer uma pergunta e ficarei muito grato se possível responder. No App Anki, como você faz para anexar áudio do Assimil? Poderia ensinar essa técnica?

          • Oi.

            Não sei se tem muita diferença a plataforma utilizada. Uso no Macbook e eu simplesmente arrasto o arquivo de áudio para o ANKI. Após escrever o diálogo eu arrasto o arquivo MP3 para a janela do ANKI. Após esse procedimento, pressiono “add” para salvar o deck. Somente isso.

            Fiz um print e coloquei no dropbox:
            http://tinyurl.com/oas37r7

            Espero que tenha ficado claro, mas se não ficou, pode perguntar.

        • Sim, Thiago, ficou bem claro! Muito obrigado por conseguir um pouco de tempo para ensinar-me todas essas dicas! Com certeza meu estudo vai melhorar muito. Agora, mais uma pergunta, não sei nem se esse é o local adequado. Esse curso do seu print, você comprou ou é download da internet? Teria como disponibilizar seu material Assimil? Ficaria muito grato. Mais uma vez, não sei se esse é o local certo, então desde já, desculpas e que Deus os abençoe.

          • Oi. Fico feliz que tenha ficado claro.

            Eu comprei na Livraria Saraiva. Mas você pode encontrar o ‘ASSIMIL O Novo Inglês Sem Esforço’ no 4Shared. O livro em PDF e os áudios em MP3.

    • Oi Thiago,

      Essa estrategia da tradução do idioma que se está aprendendo para português e, logo depois a de português para o idioma alvo tem feito uma diferença no seu aprendizado?

      Pois, coincidentemente eu sigo os mesmos passos que você, menos o da tradução.

      Estou estudando alemão com o assimil.

      Na sua opinião, você acredita que fazer essa tradução bidirecional pode atrapalhar o aluno no processo de pensar em outro idioma?

      Obrigado!

      • Oi, tudo bem?

        Utilizei por pouco tempo. Mas tive uma melhor compreensão do idioma. Até hoje lembro desses diálogos. Porém, como estava utilizando em conjunto a técnica de Shadowing, acabava gastando mais de uma hora por dia. Optei por simplificar o meu estudo e deixei de usar o Full Circle e Shadowing.

        Para falar a verdade, não estou nem traduzindo na Segunda Onda. Apenas escuto, leio e repito. Pretendo voltar a usar o Full Circle para estudar Francês. Por recomendação de alguns fóruns e do próprio Luca, penso em iniciar uma nova lição a cada quatro dias. Ainda estou analisando se vale a pena fazer desse jeito.

        Por enquanto eu tenho feito assim:

        1. Escuto 10 ou mais vezes o áudio sem o livro;
        2. Escuto mais 5 vezes acompanhando o texto em Inglês no livro;
        3. Escuto e pauso a cada frase para repetir algumas vezes. Se fico satisfeito com a pronúncia, passo para outra frase.
        4. Leio o texto comparando com a tradução. Aqui tento entender a lógica do idioma.
        5. Leio as notas.
        6. Faço os exercícios que é basicamente escutar e repetir. Eu apenas leio os de completar.

        Mas o melhor modo de saber se funciona é testando. Acho que testei inúmeras técnicas. Tem que ver o que te agrada e tenha resultados para você. O próprio Luca defende a tradução, mas outros poliglotas não.

  2. Eu gostaria de parabenizá-lo pela iniciativa!
    Porém, não querendo abusar de ti, gostaria que saber se você conhece algum método que seja eficiente e claro para a fase ativa como esses passos que você postou para a fase passiva.

    Um abraço!

    • Olá Israel,
      Muito obrigado pelos parabéns!
      Desculpe pela demora, mas conforme você pediu eu fiz uma alteração no artigo acrescentando um passo-a-passo para a fase ativa. Não são os passos oficiais, mas é como eu fiz. Porém, para as próximas línguas que eu estudar com o Assimil pretendo usar o Anki para reforçar os estudos traduzindo as frases do português para a língua alvo. Desta forma, não acho mais necessário fazer a fase ativa.
      Não é abuso nenhum, muito pelo contrário, os artigos que eu escrevo são para ajudar os meus leitores e você está me fazendo um grande favor apontando onde eu posso melhorar o meu texto.
      Bons estudos!
      Abraço

      • Olá. Na edição inglesa para aprender Holandês, contém a orientação de como deve ser a fase ativa. Fiz uma tradução livre:

        1. Leia a lição, repetindo cada sentença. Se você tiver as gravações, escute-as cuidadosamente.
        2. Cubra o texto na língua alvo e tente reconstruí-lo olhando somente o texto em português. Faça isso em voz alta e por escrito. Esta é a parte mais importante da segunda onda!
        3. Depois de você ter terminado, descubra o texto na língua alvo e corrija qualquer erro que tenha feito.

        No meu caso eu adaptei um pouco:

        – Escuto o áudio com o livro fechado. (Várias vezes.)
        – Escuto o áudio enquanto acompanho o texto no livro. (Várias vezes.)
        – Repito cada frase em voz alta. (Caso preciso, faço isso após ouvir a frase. Minha edição é em MP3 e tem o áudio de cada frase separado.)
        – Traduzo oralmente utilizando o texto em português.
        – Faço a tradução escrita para a língua alvo.
        – Corrijo os erros.

        Utilizo o ANKI para revisar. Faço uma lição e adiciono no ANKI. Desse modo eu reviso o conteúdo após alguns dias e quando terminar todas as lições. Coloquei em modo randômico.

        De qualquer jeito tenho me esforçado em ouvir e ler bastante as lições.

  3. Olá, tudo bem?

    As orientações para a fase ativa eu encontrei em: http://languagegeek.net/2011/03/14/assimils-second-active-wave/

    Basicamente eu coloco no ANKI as frases completas com os respectivos áudios. Tenho a edição em MP3, que tem cada o áudio da lição e das frases individuais. Quando é uma frase que possui nota ou comentário no livro, eu também coloco essa nota no ANKI. Além das notas do livro, eu faço as minhas. Geralmente são a respeito da pronúncia, pois dependendo da palavra, ela pode assumir mais de uma forma de pronunciar. Assim eu reviso tanto a frase como a pronúncia.

    Minha estratégia é utilizar o ANKI para revisar sentenças completas. Muitas servem numa conversação. Bem simples, até porque sei o básico do app.

    Fiquei interessado nos decks para estudar francês.

    Abraço.

  4. Obrigado por falar um pouco sobre o método Assimil. Este teu artigo me motivou a adquirir este método e já iniciei meus estudos. Espero poder falar dos bons resultados mais tarde.

    Uma coisa que não ficou muito clara na fase ativa, gostaria de te perguntar: a tradução da língua base para a língua alvo deve ocorrer apenas na fala ou também na escrita?

    Abraço

    • Olá Maílson,

      Muito legal, vou querer receber notícias de seus resultados.
      Quanto a fase ativa, o ideal é você treinar a escrita, mas não precisa se sentir obrigado. Cada um pode adaptar o método para a sua própria forma de aprendizagem.
      Eu aconselho que tente fazer as traduções na forma escrita, você verá que com o tempo terá muito mais facilidade de lembrar o vocabulário. Gasta tempo, mas vale a pena.

      Abraço e bons estudos!

  5. Olá Marcos!

    Gostei do teu texto sobre o ASSIMIL. EStou tentando achar o de Francês. Encontrei na Livraria Cultura, mas fiquei em dúvida: haviam 4 livros com ISBN, ISBN 3 e preços diferentes.

    Como saber qual é o correto ou mais atual?

    Abraço.

  6. Excelente timoneiro no imenso mar de cursos de línguas. Muito obrigado pelas orientações. Já acrescentei o site entre os meus favoritos.
    Augusto

  7. Olá, as explicações foram muito claras e úteis! Estou pensando em comprar o Assimil para aprender mais alemão, pois já venho usando o Babbel para aprender. Como existe mais de uma versão do curso eu gostaria de saber qual a melhor opção, com os 4 CDs de áudio e o livro ou o que tem áudio em mp3? Tem muita diferença entre eles?
    Agradeço desde já 🙂

    • Olá Amanda,

      Fico feliz que tenha gostado. Eu comprei a versão com 4 CD’s porque era o que tinha disponível quando comprei, mas queria comprar o que vem um disco só com todos os mp3’s. Assim, não teria o trabalho de converter para mp3 para salvar no meu celular, tablet, notebook, etc. Outra coisa, conversando com um dos meus leitores que tem a versão com os mp3’s, fui informado que cada frase vem em um arquivo separado. Eu acho que isso me seria muito útil, pois estou tendo muito trabalho de separar os áudios frase por frase para colocar no Anki. Espero que tenha ajudado.

      Abraço e bons estudos!

  8. Olá Marcos, sou eu de novo.
    Mandei mensagem dia 24/09.

    Comprei o livro de Francês dia 28/09. Chegou semana passada e ainda me enviaram o de Inglês. O no site nem aparece mais o de Francês.

    Como isto, pensei em comprar direto no site da ASSIMIL. Eles enviam para o Brasil?

    Abraço.

  9. Olá Marcos,

    Excelente artigo.

    Sobre o Gabriel Wyner. Você já utilizou os métodos dele divulgados no livro Fluente Forever?

    Pelo que pesquisei (estou lendo o livro dele), diferentemente do Luca L., o Gabriel defende que ‘grande parte’ do aprendizado ocorre utilizando vários flashcards de palavras isoladas ou frases prontas com o Anki. Ele não gosta muito de traduções. Por outro lado, o Luca já mencionou que não gosta de focar em palavras isoladas e sim no contexto. Especialmente em estórias. Por isso, da sua preferência pelo Assimil.

    Qual a sua opinião a respeito? Você já testou o Pimsleur ou o curso do Michel Thomas?

    Obrigado!

    • Olá Lacerda,

      Eu já tenho o livro do Gabriel Wyner, mas ainda não li. Eu já li vários artigos e assisti a uma palestra on-line dele. Eu segui a dica dele sobre não usar tradução para palavras que podessem ser descritas por imagem. Eu tenho um deck no Anki de 500 flashcards em que um lado tem uma imagem e no outro lado e palavra em francês pronunciada por um nativo.

      Tanto o Gabriel quanto o Luca, são defensores do Assimil, que realmente é um curso muito bom. Eu tento usar todos os métodos e dicas que eu encontro para ver quais melhor se adaptam a minha aprendizagem. Não me atenho a somente um método, eu acredito que devemos estudar idiomas com vários tipos de abordagens. Não acredito que tenha um método completo, sempre vai ter um método que complementa o outro.

      Eu sou um grande fã do método Pimsleur, até escrevi um artigo sobre ele. Dê uma conferida: .

      Eu nunca usei o método Michel Thomas, pois eu ouvi falar que é o próprio Michel Thomas que dá todas as aulas e que ele tem muito sotaque. Mas quando eu começar a estudar alemão eu vou experimentar o método.

      Um abraço e bons estudos!

      • Oi Marcos,

        Eu também gosto muito do método Pimsleur.

        É verdade que o Michel Thomas deixa muito sotaque nos seus cursos, mas a maneira que ele conduz a construção das estruturas do idioma é muito interessante. Tem outro produto no mercado, muito semelhante ao do Thomas, sem o sotaque, é o do Paul Noble.

        Fiz, a mesma pergunta para o Thiago nos comentários acima. Na sua opinião, essa tradução bidirecional tem de fato auxiliado no seu aprendizado? Você acredita que isso atrapalha a “pensar” no idioma alvo?

        Eu terminei o livro do Gabriel Wyner. Ele recomenda muito o Assimil, mas não recomenda fazer as traduções e nem mesmo os exercícios, porque segundo ele isso atrapalharia o pensar no idioma alvo.

        Abraços e Obrigado!

        • Olá Lacerda,

          Eu acho que não tem problema de fazer traduções quando você ainda está no início, mas com o tempo tem que procurar fazer atividade totalmente no idioma alvo para perder o vício de ficar traduzindo. O Pimsleur nos força a fazer traduções o tempo todo, mas mesmo assim creio que ele faz um ótimo trabalho para que comecemos a pensar na língua ensinada. Um macete meu é usar materiais de uma língua estrangeira para aprender outra. Por exemplo, os materiais que estou usando para aprender francês são todos em inglês. Assim, é menos provável de eu tentar fazer traduções. Mas isso é o que funciona para mim, experimentar e descubra o que funciona para você.

          Abraço e bons estudos!

  10. Consegui uma cópia do Assimil “O novo inglês sem esforço”, de 1986, ainda da E.P.U. Tenho também o áudio, inglês britânico que é o que quero. Será que esta edição está muito defasada em relação a mais nova que é de outubro de 1991, conforme consta no site da Amazon?
    Obrigado.

    • Olá Carlos,

      Eu nunca tive contato com essa versão do Assimil, mas acredito que seja tão eficiente quanto. Se estiver defasada, é pouca coisa, como vocabulário mais antigo. Mas isso, você compensa facilmente com filmes e seriados atuais.

      Abraço e bons estudos!

    • Oi, tudo bem?

      Eu tenho a versão atual, O novo Inglês sem custo. Posso te dizer que as lições são as mesmas. O que muda e consideravelmente é a tradução portuguesa. A edição da E.P.U. foi adaptada para o português do Brasil, já a versão da Assimil é feita em português de Portugal. O que gera alguns inconvenientes.

      Na lição 130 tem expressão “to give a lift to someone” que no Brasil pode ser vertido pelo ato de dar carona, porém em Portugal carona é boleia. As vezes perco um tempinho para achar o que significa. Nada muito complicado.

      Percebi também algumas pequenas diferenças nas notas.

      Pelo que eu vi, a versão tupiniquim tem traduções melhores. Achei vários erros ou a falta de tradução na versão da Assimil.

      Por exemplo, na lição 38, os primeiros exercícios estão com a tradução em francês ao invés de português. Você pode até conferir que a edição da E.P.U. está correta nesse ponto.

      Outra diferença, e essa considero grave, é que em algumas lições, o áudio tem algumas frases diferentes em relação ao texto.

      No geral ainda considero um dos melhores métodos de aprendizado. Já testei muito até encontrar o método Assimil.

      Ah! Quase ia esquecendo, hoje fiz a lição 135. Mais alguns dias e termino.

      • Oi Thiago,

        Bom saber. Esses livros da EPU são muito difíceis de encontrar. Você sabe a razão? Não são mais produzidos?

        Parabéns por está terminando o livro. Sinal que tem se dedicado. Eu gostaria muito que você nos contasse sobre o seu progresso no inglês e como o curso do Assimil ajudou?

        Abraço

  11. Oi.

    Acho que a E.P.U. não produz mais os livros. Todas as vezes que vi foram em sebos online. Uma pena.

    O método Assimil melhorou e muito a minha pronúncia. Aumentei o meu vocabulário, principalmente de certas expressões. Não raro encontro alguma expressão que aprendi com a Assimil em podcasts, filmes e livros. É interessante notar, que mesmo sendo um pouco antigo, a maioria das expressões do livro continuam em voga.

    Sinto que agora eu tenho uma base de verdade no idioma. Melhorou a minha compreensão do Inglês falado. Consigo me virar.

  12. Olá amigo, gostei muito do post sobre a matéria.

    Gostaria de saber se o ”Novo Inglês sem custo” está condiciado ao inglês britânico ou americano? E o livro comporta do A1 até o B2, certo? Porque pela imagem, dá para ver somente escrito B2. Mas não entendi se o livro é somente o B2, ou se comporta todos os níveis (do A1 ao B2). Ah propósito, se eu quiser continuar com os últimos dois níveis (C1 e C2), qual coleção devo comprar? Existe a continuação destes no Assimil?

    Também queria comprar o Italiano, porém não achei a versão do ”Novo”. Afinal, você acha que por ser português de PORTUGAL pode atrapalhar em alguma coisa?

    Espero que tenha sido claro.

    Estarei aguardando uma resposta, se possível.

    Agradeço imensamente pela matéria e atenção!!!!!!

    Maurizio

    • Olá Maurizio, tudo bom?

      O inglês é britânico sim. O Assimil tem livro que ensina o inglês americano, mas infelizmente não é para falantes de português.
      O livro diz que é para iniciantes e leva até o nível B2. Mas eu sou da opinião que é preciso já saber um pouquinho no início e que é leva somente para o nível B2.
      Para chegar ao nível C1 (não vou me arriscar dar pitaco para nível C2, pois não acho que cheguei lá em nenhum dos meus idiomas), aconselho a escutar muita música, ver muitos videos e ler muitos livros em inglês. Mais importante ainda, é conversar com nativos da língua. O iTalki é um bom lugar para achar esses nativos.
      Quanto ao português de Portugal, creio que seja somente um pequeno contratempo.

      Eu espero que tenha ajudado.

      Abraço

  13. Estou com vontade de adquirir o ”Novo inglês sem custo” da Livraria Cultura. Porém, queria que fosse o português do Brasil. Você saberia me informar se realmente é?

    Caso eu adquirir, no final do livro e do curso, estarei no nível B2 da Língua Inglesa, de acordo com o Quadro Europeu, certo? (só para observar, não tenho nenhum conhecimento em inglês, nem mesmo o mais básico).

    Também estava com vontade de aprender Italiano, mas eu percebi que não lançaram a versão do ”NOVO”. Você sabe se lançaram e se está no português do Brasil?

    AGRADEÇO PELA ATENÇÃO!

    • Infelizmente, é português de Portugal. Mas como falei antes, isso é só um pequeno contratempo.

      Não acho que seja o nível B2, mas com certeza leva bem próximo. Antes de começar, aconselho a fazer algumas aulas no duolingo.com para que possa acompanhar o ritmo do Assimil.

      Não sei dizer porque o Assimil Italiano não é “Novo”, mas o livro é de 2011, então deve ser bem atual ainda. E é português de Portugal também.

  14. Olá Marcos,
    Obrigado por apresentar esse método eu não o conhecia, estudo françês também, comprei o material e está sendo maravilhoso, muito bom mesmo, dá vontade de ir e não parar, só não entendi o Anki o que seria? Sou ruim em tecnologias…

  15. OI!

    Tentei comprar a versão Assimil em espanhol na livraria Cultura, mas só entregam em abril…=/
    Será que alguém pode me indicar um local que chegue mais rápido?
    Tentei baixar na internet, mas só achei as versões em inglês, francês e Italiano…
    Gostaria de saber se alguém já tentou aprender 2 idiomas ao mesmo tempo usando esse método…

    Parabéns pelo site e pela dicas.

    Parabéns pelo site e pela dicas.

    • Olá Filipe,

      Eu fui no site da Livraria Cultura, para mim entregariam em 11/02.

      Quanto a aprender duas línguas ao mesmo tempo, eu ainda não me arrisquei a tentar. Acho que não daria certo, pois quando eu parei de estudar espanhol para começar o francês, eu ficava misturando as duas línguas.

      Muito obrigado pelos parabéns.

      Abraço

  16. Eu uso o método Callan para aprender inglês. Ele tem menos traduções por lições do q o método Assimil, mas tem funcionado muito bem para mim, estou no 4ºLivro.
    Sobre os livros da Assimil, tenho alguns no meu pc. Em português só tenho o Assimil: O Novo Francês Sem Custo.
    Desde o início do ano tenho ensaiado começar a estudar francês pelo método Assimil, mas até agora só usei o livro 15 Minutos de Francês.
    Agora q estou começando nesta língua irei focar na pronuncia, lendo e repetindo os sons. Isso vai me livrar de ter q estudar escrita depois, pois tenho facilidade para lembrar da ortografia.

    Deixo aqui uma sugestão de canal do youtube para quem quer aprender francês, desde o iniciante até o avançado.
    Pesquisem: Imagiers
    Obs.: A tradução q vez ou outra aparece nos vídeos é em inglês.
    ___________________________
    Minha sugestão para ajudar no aprendizado e aperfeiçoamento da língua inglesa é o site: http://www.engvid.com
    ____________________________________________________

    • Olá Marcelo,

      Eu não conheço o método Callan, mas o pouco que pesquisei vi falarem muito bem. O que não encontrei foi onde comprar os livros.

      Muito obrigado pelas sugestões super úteis.

      Abraço e bons estudos!

    • O canal Imagiers é fantastico para aprender frances, principalmente pelo fato de as lições estarem separadas por níveis, o que facilita a progessão. Outro que é tão bom quanto é o Learning french with Alexa. Vale ressaltar que ambos são em inglês.
      O Engvid tem vários professores com personalidades bem diferentes. Impossível você não se identificar com um. Utilizo sempŕe!

  17. Olá, estou vendendo o livro Assimil: Inglês sem custos + CD. O livro está novo e sem marcas.

  18. Olá! Marcos Garcia, lhe enviei uma mensagem pelo método Pimsleur, explicando-lhe como vi e senti com o método.Além de gostar de linguas, tenho indicação médica pra que eu faça, pois estou com um declínio cognitivo leve, percebo que pra eu render é preciso não apenas a tradução, mas eu ter acesso também a escrita.Mas na verdade não sei onde e por qual editora procurar, ou seja comprar.É possivel que me ajuda, me oriente, por gentileza preciso honestidade quando a me orientar.Desde já sou grata,

    Muito obrigada,

    Marilda

  19. mais um curso de inglês para ser vendido. Não há nada de novidade. posso dizer sem medo de errar que na internet se encontra curso melhor do que esse e, de fato, sem custo. Quem aprendeu por esse método está de parabéns, é muito disciplinado. Não o curso que te fez aprender foi seu esforço; aprenderia com qualquer outro curso com certeza.
    Nada de novidade, um curso qualquer

  20. Bom dia Marcos, cheguei até seu site porque moro na Bélgica, fiz as equivalências de meus diplomas e agora estou na peleja de falar francês bem, eita pronúncia complicada! Eu nem sabia que tinha métodos para aprender idiomas, achava que era só estudar os livros gramaticais. Rs. Ai, saiu nisso, eu entendo, até escrevo, mas falar… só rindo. Desculpe a ignorância, por isso eu acho que você me tirou das sombras…
    Baixei o Anki e estou sem idéias para os cartões, você possui alguns que pode disponibilizar? Isso é possível através desse programa?
    Novamente, muito obrigada!

  21. Obrigado pela dica do ASSIMIL, achei seu site do nada na internet e me interessei, preciso aprender frances em 1 mes pois estarei viajando para França.

    Estarei tentando adotar o indicado em seu site.

    Abraços!

  22. Olá Marcos, bom dia!

    Gostei muito do seu artigo, estava em dúvida se valia a pena tentar o método e você me ajudou a decidir a começar a estudar Italiano pelo método. Só fiquei com uma dúvida, como você fez com o francês, eu vou utilizar o livro em inglês para aprender italiano, porém na hora da tradução você traduziu do francês para o inglês ou para o português ???

    Obrigada pela atenção.
    Abraços,

    Vânia

    • Olá Vânia,

      Acho que você deve fazer como achar mais fácil. Se achar que traduzir para português é melhor, ótimo. A vantagem de usar o inglês é que você evita de desenvolver o vício de pensar em português e ficar fazendo tradução mental.

      Já eu, só fiz tradução do inglês para francês, pois não tinha muito tempo.

      Abraço e bons estudos!

  23. Eu quero adquirir o método ASSIMIL para aprender espanhol e o francês mas tenho dúvida caso comprar pela livraría cultura. Os livros são iguais ao que você ilustrou no site e igualzinho ao vídeo Alexander Arguelles? achei super interessante por que se for não penso duas vezes.
    Abraço!

  24. Me ajude na compra do melhor assimil para Inglês. Eu acredito que seja esse da Cultura né? O Super Pack. Acredito ser o mais completo.

    Obrigada pela ajuda.

  25. Gostaria de saber se vocês tem o curso de língua dinamarquesa . Não importa que seja em francês ou espanhol . nO CASO DE TEREM, GOSTARIA DE MAIS INFORMAÇÕES A RESPEITO ( PREÇO, COMO FAZER, ETC… ). oBRIGADO.

  26. Na fase ativa deve-se fazer a reconstrução com o escutando os áudios ou apenas traduzindo ?

    • Olá Alexandre,

      Originalmente se deve ouvir o áudio completo da lição e depois fazer a tradução do português para a língua alvo. Mas nada impede que você faça uma modificação no método, de forma se adaptar melhor a sua forma de aprendizagem.

      Abraço

  27. realmente o metodo Assimil e muito bom. Aprendi o italiano com muita tranquilidade. Mas, agora adquiri o ingles sem custo e nao gostei.
    O portuges e o de Portugal e as traduções deixam muito a desejar. Para nos brasileiros mais atrapalham do que contribuem. Na pagina 40 a traducao para o portugues aparece: Twelfth Lesson = Douzieme lecon (ou seja traduzido para o frances) Nos CDs (ao menos no primeiro) a licao indicada nao corresponde oiu seja, voce clica na licao nr. 12 e houve a licao nr. 11.
    E uma obra de muita baixa qualidade.

    • Olá Jurandir, tudo bem?
      Fui buscar a obra em português e achei para baixar,sinceramente é desanimador(e olha que eu não entendo de inglês). Além do que você falou, o pronunciation ou “dica de pronúncia” escrita do livro é horrível.
      E por incrível que pareça, eles se contradizem com as explicações. Na lição 1 diz “This is my brother” e no pronunciation “viz iz mai brâvâ”. A loucura é que na lição 3 eles dizem que o “th” tem som de ‘z’ e ‘s’, porém em mais um exemplo o “th” da lição 3 aparace com som o de f.
      No livro em Espanhol o pronunciation é melhor.

      • Pois é, Daniel e Marcio, é realmente desanimador. Quando o método Assimil era editado pela EPU Editora Pedagógica e Universitária Ltda, eram obras de primeira linha. Agora editados na França para nós, não servem porque não se deram ao mínimo trabalho de revisar esta edição.
        Os revendedores brasileiros deveriam ter cuidado ao colocar em nosso mercado
        livros com esta qualidade.

      • Daniel, no material que adquiri na livraria cultura, na lição 1 diz “This is my brother” e no pronunciation “Dise iz mai brode Djone”. Parece estar correto.

    • Jurandir, apos ler as inf. neste site e ver em um video, o Mairo Vergara mostrando a versao deste livro em frances, dizendo que a utiliza em seus estudos, decidi comprar a versao O Novo Ingles Sem Custo. Adquiri o super pack ontem na livraria cultura. Consultei a licao 12 e tanto no cd 1 quanto no mp3 os audios estao corretos.

  28. Nossa Jurandir. Já estava pronto para comprar o de inglês 🙁

    Depois deste seu comentário desanimei :'(

    • Se vc está começando acho que o do prof. Andrew do site omelhoringles(.)com é bom. Ele trabalha muito com pronúncia e frases, além de dicas para incrementar o seu estudo.
      Eu não entendo muito da língua por causa dos constantes desanimos no estudo, mas comecei estudar com o método Callan.

      • Marcio, quanto as criticas observadas pelo Jurandir e Daniel, no material que eu adquiri ontem na livraria cultura nao ha erros. Os audios do cd 1 e mp3 da licao 12 estao coerentes com o livro, e a pronuncia da licao 1 esta correta.

  29. O que VC acha da coleção globo idiomas , comparando com o assimilação? Se puder mande p kpessoacam@hotmail, grata

  30. Olá Marcos!
    Estou tentando aprender inglês sozinha pois já estou frustada com os curso de inglês que tentei fazer, tenho os áudios do Pimsleur e estou gostando, porém eles só tem as primeiras 30 aulas, não falo espanhol mais estava querendo comprar o Pimsleur inglês para espanhol e depois de lê o seu artigo sobre a Assimil fiquei na dúvida qual método utilizar. Eu devo terminar o Pimsleur e comprar a versão inglês para espanhol ou devo comprar o método Assimil? Tenha muita pressa em falar inglês e gostaria de ficar fluente em Inglês com 1 ano. E outra pergunta posso tentar aprender 3 idiomas ao mesmo tempo? Quero de inicio aprender inglês em seguida espanhol e nesse meio tempo aprender italiano pois meu marido fala italiano e creio que é mais fácil ele mim ajudar.

    • Lidiane,

      Entre o Pimsleur e Assimil, não acho que tem um melhor do que o outro, pois acho que são complementares entre si. Pimsleur é bom para quem está começando e foca na fala, enquanto o Assimil é bom para os já iniciados e foca bastante na leitura. Se puder use os dois. Se tiver que escolher um, para mim, seria o Assimil pois leva até um nível intermediário quase avançado. Uma outra opção é usar o Pimsleur e o Duolingo (para trabalhar a leitura e escrita).

      Quanto a aprender 3 idiomas ao mesmo tempo, não aconselho, pois você pode se atrapalhar. Até os poliglotas experientes têm dificuldade para fazer isso. O melhor é focar em um só até atingir o nível intermediário, aí sim começar a estudar outra coisa em paralelo. Assim se evita fazer confusão entre os idiomas.

      Espero ter ajudado.

      Boa sorte e bons estudos!

  31. Olá,

    Achei este link com o livro e áudio das 146 lições.
    Baixei e funcionou, espero ajudar.

    http://livrosdeingles.blogspot.com.br/2015/01/assimil-novo-ingles-sem-custo.html

  32. Olá Marcos,

    Irei para Londres em 2017 e preciso aprender a falar e compreender o inglês (Britânico), detalhe que mal sei o Inglês Básico.

    Gostaria de saber que método posso adotar. Pretendo doar de 2 a 3 horas do meu dia para o aprendizado.

    Fico grato se puder me aconselhar pois já estou desesperado.

  33. Gostei muito do seu blog.
    Ele tem uma grande diferença dos outros que já vi sobre línguas: você demonstra muita paixão por aquilo que escreve!
    Ler seus textos é inspirativo, desafiador e motivador.
    Parabéns Marcos.

  34. Qual é a diferencia entre a versão “Sem custo” e “Sem esforço” e o Inglês é Britânico ??

    • Olá Ricardo,

      O “Sem Esforço” é uma antiga versão para brasileiros da editora EPU, infelizmente saiu de produção. O “Sem Custo” é mais atual, com português de Portugal, produzido pela própria editora Assimil.

      Sim, o inglês é britânico.

      Abraço e boa sorte!

  35. A Versão da Editora EPU, é Inglês Americano ou não existe versão com inglês americano ?

    • Felipe,

      Infelizmente lá não tinha os áudios. Quanto aos links, os 2 primeiros servem, opte pelo mais barato deles. O terceiro link é para um nível mais avançado e é inglês/francês.

      Abraço e bons estudos!

  36. Super interessante o método! Hoje em dia está um pouco mais fácil aprender um idioma sem ter que fazer cursinhos genéricos. No meu caso estou tendo aulas de francês para iniciantes com a Preply https://preply.com/pt/skype/professores-frances-para-iniciantes e estou adorando. As aulas se adaptam aos meus interesses e necessidades, é muito mais pessoal e fluido e os resultados aparecem rapidamente.

  37. hilana moraes lannes

    Oi como faço para aprender espanhol com esse metdo onde comprar ?

  38. Aurilene Passos Gonçalves

    Marcos, tenho 49 anos, devo me aposentar em dois, e espero até lá estar falando, lendo em inglês, pois pretendo passar parte do meu tempo, viajando e descobrindo novos mundos. Muitoooo bom seu blog. Como disseram acima, inspirador. É muito motivador ver alguém que ama o que faz. Quero pedir-lhe um favor. Não sei praticamente nada de inglês. Pode passar algumas dicar, por onde começar?
    Abraços,

    Aurilene

    • Olá Aurilene,

      Fico muito satisfeito que você esteja gostando do blog. Muito obrigado por suas palavras.

      Vou repassar umas dicas que costumo dar:

      Duolingo para praticar a leitura e escrita (é grátis).
      – Eu gosto muito do método do Assimil. A versão para inglês é o “O Novo Inglês Sem Custo”
      – Na minha página “Connect with English: Curso de Inglês Online”, tem links para todos os episódios deste seriado da Learner.org direcionado para ensinar ingles, os atores falam bem pausadamente e vai melhorar muito a tua compreensão auditiva
      – Ou assista ao seriado Extr@, que tem um inglês bem fácil de compreender.
      – Assista ao jornal da CNN.
      – Assista filmes/seriados em inglês (com legendas em inglês se disponível).
      – Alguns Podcasts que podem ser do teu interesse:
      http://www.newsinslowenglish.com
      http://www.eslpod.com/website/index_new.html
      – No Itunes tem uma parte de Podcasts que tu encontras um monte de cursos de línguas. Veja se tu gostas de alguma delas.
      – Finalmente, a melhor maneira de praticar é conversando com nativos na lingua, eles podem ser encontrados no site: http://www.italki.com/

      Me diga se ajudou!

      Um abraço e boa sorte

  39. Olá, o.método Assimil é somentebpara iniciantes ou para quem já tem um certo conhecimento da língua? Gostaria de ouvirbopiniões antes de comorar o livro. Obrigada.

  40. Parabens pelo artigo, foi muito esclarecedor e me ajudou a tomar uma decisao

  41. Os livros da Assimil contem cerca de 100 licoes. O metodo e planejado para ser usado todos os dias por cerca de 30 minutos. Todas as licoes incluem o audio do texto e a traducao no outro lado da pagina; pequenas explicacoes gramaticais, foneticas e culturais no pe da pagina. As licoes que sao exclusivamente gramaticais sao sempre a cada sete licoes.

  42. Olá Marcos!

    Vou fazer bastante pesquisas sobre métodos diferentes para aprender idiomas pois como você falou um complementa o outro. No caso do Assimil quero adquirir o pacote para aprender a língua alemã, porém traduzindo para o inglês que é o que eu já aprendi. Você já adquiriu algum pelas livrarias aqui do Brasil? Demora quanto tempo em média para chegar? Se levar muito tempo vou ver se consigo pelo próprio site da Assimil.

    Desde já agradeço e bons estudos!

    • Oi Leandro,

      É bom pesquisar para ver o que funciona melhor para você, mas comece logo com o que você tem. Não adie o seus estudos para procurar o melhor método, corre risco de ficar meses procurando sem progredir muito no aprendizado do idioma. Mais um conselho, procure conversar com algum nativo de alemão, seja ao vivo, por skype ou alguma rede social.

      O meu livro do Assimil comprei pela amazon.com. Levou quase um mês para chegar, mas valeu a pena pois o dollar estava barato na época. Constantemente está em estoque na livraria Cultura e não deve levar muito tempo.

      Abraço

  43. Alguém me manda os audios do frances sem custo? comprei sem cd
    vichebling2810@gmail.com

  44. Marcos, em primeiro lugar gostaria de agradecer pela contribuição, excelente.

    Em segundo estou querendo melhorar meu inglês, e gostaria de aprofundar no inglês americano, encontrei esse livro da assimil na saraiva, seria esse mesmo que devo comprar?

    http://www.saraiva.com.br/superpack-ingles-americano-cd-mp3-9356655.html

    Desde já agradeço.

    Abraço

  45. Marina Soares Ferreira

    MEU NOME É Marina Fiz uma compra onde posso entrar para ver meus pedidos e acompanhar como está o andamento do pedido

  46. Marina Soares Ferreira

    COMO EU ACOMPANHO OS MEUS PEDDIDOS

  47. FERNANDO CORDEIRO DE SOUSA

    Pessoal, gostaria de dar uma dica. Comecei meus estudos de inglês e sempre que termino minhas lições eu jogo as palavras no programa ANKI (programa de memorização) para que eu possa ir revisando as lições periodicamente.

    Espero ter contribuido.

    Abraço.

  48. Peço desculpas pela ignorância, mas porque do nome “sem custo”, se há custo?

  49. Oi Marcos.
    Ano passado comprei o Assimil inglês britânico, confesso sabia que existia diferença entre o inglês americano e o britânico mas não tanto assim desisti depois da primeira lição. Agora no inicio de outubro descobri que a Assimil tinha lançado o inglês americano encontrei na Saraiva e na Cultura, optei pela Cultura pois era mais barata. Faz 21 dias que estou estudando com ele. Confesso que já fiz curso particular, mas quanta diferença na pronúncia. Um exemplo WITH aprendi a pronunciar UIF, agora pelo Assimil é UÍSZ.

  50. Olá Marcos, tudo bem?
    Encontrei o seu blog na busca sobre informações pelo método da Assimil, e adorei o que encontrei aqui.
    Muito grata pela informações. Me ajudou muito!
    Depois volto aqui para falar sobre o progresso!

  51. olha fiz a compra do curso de ingles e veio CD. VCS tem o arquivo para ser colocado em pen drive?

  52. Olá
    Adquiri a versao em ingles do espanhol mas não consigo achar os audios separados para comprar a parte !
    Saberia me dizer onde eu poderia acha-los ?

  53. Olá Marcos,

    quero agradecer pelas informações postadas em seu blog. Adquiri o curso Assimil para Francês e já estou estudando.

    Grande abraço!

  54. Ola, vendo curso de ASSIMIL ITALIANO SEM ESFORÇO, PRODUTO NOVO, ABERTO E NUNCA USADO, ULTIMA EDIÇAO, METADE DO PREÇO DA CAPA.
    Entrega internacional (moro na italia)
    Abraços

  55. ESQUEÇI DE ESCREVER QUE TRATA-SE DE CURSO CCOMPLETO ” SUPER PACK” MP3+ CD AUDIO E LIVRO

  56. Olá! Estudei inglês pelo método após ler sua recomendação e agora estou estudando francês. Gostaria de saber se existe um assimil nível intermediário de inglês. Vc saberia me dizer? Sei que não existe em português, mas também falo espanhol, existe para os falantes desta última língua?

  57. Olá Marcos.

    Quero lhe agradecer pelas suas dicas e por toda a paciência que tem com todo este pessoal super interessado que te “metralha” de perguntas…(eu incluso!)

    Estou aprendendo turco pelo método Pimsleur conjuntamente com o Assimil, do francês que já domino, para o turco. Estou gostando e aproveitando muito.

    Para quem pretende aprender turco indico fortemente o Assimil “Le Turc” (collection sans peine), principalmente porque os franceses são literalmente obcecados pelo entendimento e perfeccionismo em línguas, e justamente por este motivo explicam muito bem o turco, que é uma língua muitíssimo diferente da nossa. E como sabemos o Pimsleur foca quase que exclusivamente no aprendizado da conversação oral de situações cotidianas…

    Mais uma vez, obrigado pela atenção e incentivo !

  58. existe o método para holandes?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*